Mundo

Rabino diz que "a casa é o habitat natural da mulher"

Rabino diz que "a casa é o habitat natural da mulher"

Um dos principais rabinos do nacionalismo religioso em Isarel, Zvi Tau, defende que a mulher deve restringir-se ao seu "habitat natural", a casa, porque não foi criada por Deus para dedicar-se "às profundezas da ciência e da moralidade".

"A casa é o habitat natural da mulher para a expressão das suas qualidades especiais (...) e não espaço de atividade social. Em casa, sem confusão (...) é onde uma mulher pode viver a sua vida plenamente", defende o rabino Zvi Tau num texto escrito há dois meses, para uso interno, revelado agora pelo diário "Haaretz", segundo noticia o espanhol "El Mundo".

O rabino, líder espiritual dos nacionalistas religiosos mais próximos da ultra-ortodoxia e presidente do centro de estudos religiosos judeus 'Har Hamor', acredita que demasiada educação para as mulheres "prejudica a qualidade de vida da nação. "

Zvi Tau argumenta que as mulheres não são discriminadas em relação aos homens, mas simplesmente Deus lhes reservou qualidades e espaços diferentes na vida.

O homem é mais racional, enquanto a mulher mais emocional, pelo que "elas" devem esquecer "as profundezas da ciência e da moralidade" e dedicarem-se a dar à luz e criar os filhos. "É a sua vocação natural", sublinha.

Neste texto, o rabino considera ainda que as crianças de mães que dedicam tempo a uma carreira profissional são mais "fracas".

Zvi Tau foi um dos rabinos que apoiou publicamente o presidente de Israel Moshe Katsav quando foi condenado por violação a sete anos de prisão, pena que cumpre desde dezembro passado.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG