Itália

Rádio suspende sacerdote que culpou união "gay" por sismo

Rádio suspende sacerdote que culpou união "gay" por sismo

Um sacerdote foi suspenso de uma rádio católica depois de ter defendido num programa que o recente terramoto em Itália foi um "castigo divino" pela aprovação do projeto de lei que autoriza uniões civis entre homossexuais.

A notícia é avançada, este sábado, pela agência de notícias italiana, ANSA, que divulga as polémicas declarações feitas na emissora católica Radio Maria pelo sacerdote Giovanni Cavalcoli. "Do ponto de vista teológico, esses desastres são uma consequência do pecado original, são o castigo do pecado original, essas ofensas à família e à dignidade do matrimónio, as próprias uniões civis. Chamemos de castigo divino", afirmou.

Gravado por ouvintes, o áudio começou a circular nas redes sociais, gerando uma onda de críticas contra a rádio, que chegou ao Vaticano.

"São afirmações ofensivas para os crentes e escandalosas para quem não crê. A Radio Maria deve corrigir o tom da sua linguagem e seguir mais o evangelho e a mensagem da misericórdia, propagados com paixão pelo Papa Francisco", declarou o arcebispo Angelo Becciu, um dos colaboradores mais próximos do pontífice.

A emissora anunciou, este sábado, a decisão de suspender o sacerdote.

O projeto que autoriza a união civil homossexual na Itália foi aprovado em maio passado, após meses de discussões no Parlamento.

PUB

A nova lei estende aos homossexuais todos os direitos previstos no casamento, com exceção da adoção e da obrigação de fidelidade, retirados do texto por conta das pressões da ala católica do Congresso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG