EUA

Recluso fugiu de cadeia com ajuda de guarda com quem tinha relação

Recluso fugiu de cadeia com ajuda de guarda com quem tinha relação

Um recluso fugiu, na sexta-feira, de uma prisão do Alabama, nos EUA, com a ajuda de uma funcionária com quem estaria envolvido romanticamente, motivando uma megaoperação com vista à captura de ambos. Eventuais semelhanças com uma série policial são pura coincidência.

A história até pode fazer lembrar a trama de "Prison Break", que foi sucesso na Fox depois de ter sido lançada, em 2005, mas é bem real: as autoridades norte-americanas têm em curso uma caça ao homem (e à mulher) depois de, na sexta-feira, o recluso Casey Cole White ter fugido de um estabelecimento prisional do Alabama, ao que tudo indica com a ajuda da guarda Vicky White, que cumpria o seu último dia de trabalho, depois de ter dado entrada com um pedido de reforma. De acordo com a Polícia, os dois indivíduos - que não são familiares, embora partilhem o mesmo apelido - estariam envolvidos romanticamente.

Segundo contou à NBC News o xerife da Polícia local, Rick Singleton, o recluso - a cumprir pena de prisão por vários crimes cometidos em 2015 e acusado de um crime de homicídio - e a guarda prisional saíram juntos do centro de detenção do condado de Lauderdale, supostamente com destino ao tribunal mais próximo, onde o detido seria submetido a uma avaliação de saúde mental, que nunca se verificou. Embora transportar um recluso sozinha constitua uma violação da política, os outros guardas prisionais não questionaram Vicky por causa de sua posição de autoridade superior, explicou Singleton.

Quando soaram os alarmes, os outros reclusos contaram às autoridades que ambos, ele com 38 anos e ela com 56, mantinham um relacionamento amoroso. "Essa relação foi confirmada na nossa investigação, através de fontes e meios independentes", anunciou o Gabinete do Xerife de Lauderdale, em comunicado divulgado na terça-feira.

As autoridades, que já emitiram mandados de detenção para ambos, acreditam que a fuga de Casey Cole White foi "orquestrada" e que Vicky White, que tinha vendido a casa e estava há cinco semanas a viver com a mãe, desempenhou um papel. Os dois - que podem estar armados com duas espingardas - foram apanhados, por imagens de videovigilância do estabelecimento prisional, a entrarem no carro-patrulha da funcionária, tendo-se dirigido depois para um centro comercial nos arredores da prisão. O homem estaria deitado no banco de trás do veículo, para evitar ser visto, até que chegassem ao shopping e trocassem de carro, contou Singleton, citado pela imprensa local. Agora, acredita o xerife, os dois podem estar a deslocar-se num Ford Edge de 2007, de cor dourada.

As autoridades, que montaram uma megaoperação com vista à detenção de ambos, oferecem uma recompensa de 10 mil dólares (aproximadamente 9482 euros) por informações que levem à captura de Casey White e outra de cinco mil que levem a Vicky White (4741 euros)..

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG