O Jogo ao Vivo

Brasil

Regina Duarte abandona o Governo de Bolsonaro

Regina Duarte abandona o Governo de Bolsonaro

A atriz Regina Duarte, secretária da Cultura do Governo brasileiro nos últimos três meses, abandonou o Governo de Bolsonaro, anunciou o próprio. Vai agora assumir a cinemateca de São Paulo.

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP", escreveu o presidente brasileiro no Twitter.

Envolta em várias polémicas ao longo destes dois meses, na última semana a atriz viu uma entrevista à CNN Brasil transformar-se num fenómeno viral, por ter desvalorizado os crimes cometidos durante a ditadura militar no país e até ter cantado uma música desse tempo. A conversa com o jornalista terminou quando a atriz foi confrontada com uma declaração de Maitê Proença, que lhe fazia perguntas sobre a política cultural brasileira.

Num vídeo partilhado ao lado da atriz, Bolsonaro negou qualquer problema com Regina Duarte, acusando a imprensa de tentar desestabilizar o executivo.

"Regina, todas as semanas tem um ou dois ministros que, segundo a mídia, estão a ser 'fritados'. O objetivo é sempre desestabilizar a gente e tentar colocar o Governo no chão. Não vão conseguir. Jamais faria isso com você", afirmou o Presidente.

Posteriormente, a agora ex-secretária afirmou que acabara de ganhar um "presente", que "é um sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro".

"Um convite para fazer Cinemateca, que é um braço da Cultura, que funciona lá em São Paulo, e é um museu de toda a filmografia brasileira. Ficar ali secretariando o Governo, dentro da Cultura, na Cinemateca. Pode ter um presente melhor do que esse? Obrigada, Presidente", acrescentou a artista.

Bolsonaro disse que, apesar de estar "chateado" por Regina se afastar do "convívio de Brasília", deseja o bem da atriz, tendo em conta o seu "passado e o que representa" para o país.

"Presidente, a família está querendo a minha proximidade, eu estou sentindo muita falta dos meus netos, dos meus filhos, da minha família, que é uma coisa à qual eu sempre fui muito ligada. Então é um presente duplo: é a Cinemateca e é também eu estar próxima da minha família, que é uma coisa que eu estou desejando muito, estou sentindo muita falta", declarou a secretária.

A atriz Regina Duarte, conhecida pelas participação em muitas novelas famosas produzidas no Brasil, assumiu no início de março o cargo de secretária da Cultura do país e, no discurso de posse, ofereceu-se para "pacificar" a relação do Governo com o setor.

Entre os seus papéis mais reconhecidos como atriz estão o da viúva Porcina, em "Roque Santeiro" (1985), e a jornalista Malu, da série "Malu Mulher" (1979), um enredo feminista que abordava questões como sexo, aborto e drogas.