Covid-19

Reino Unido e União Europeia suspendem negociações presenciais do pós-Brexit

Reino Unido e União Europeia suspendem negociações presenciais do pós-Brexit

O surto de Covid-19 levou a União Europeia (UE) e o Reino Unido a decidirem esta quinta-feira não realizar, presencialmente, a segunda de negociações sobre o relacionamento pós-Brexit, marcada para a próxima semana em Londres, admitindo discussões via videoconferência.

"Dados os últimos desenvolvimentos do Covid-19, os negociadores da UE e do Reino Unido decidiram esta quinta-feira, conjuntamente, não realizar a ronda de negociações da próxima semana em Londres, na forma originalmente programada", indicam os blocos comunitários e britânico num comunicado conjunto.

Segundo a nota, Bruxelas e Londres estão agora a "explorar formas alternativas de continuar as discussões, incluindo, se possível, com o recurso a videoconferências".

Já na quarta-feira, ministro britânico Michael Gove tinha admitido que a próxima ronda de negociações entre Londres e Bruxelas poderia ter de ser adiada devido ao surto do novo coronavírus.

"Tínhamos a expectativa de receber a reunião do comité conjunto no Reino Unido no dia 13 deste mês e que a nossa ronda das negociações [em Bruxelas] ir para a frente, mas recebemos indicações da Bélgica de que pode haver um problema de saúde específico", revelou Michael Gove, numa audição com a Comissão parlamentar sobre o Futuro Relacionamento com a UE. Michael Gove é o ministro do Conselho de Ministros.

A primeira ronda de negociações para um futuro acordo de comércio decorreu na primeira semana de março em Bruxelas e a segunda estava prevista para se realizar em Londres entre quarta-feira 18 de março a sexta-feira 20 de março.

Estas negociações arrancaram cerca de um mês depois da consumação da saída do Reino Unido do bloco comunitário, em 31 de janeiro, visando um acordo comercial abrangente.

Previa-se que as rondas de negociações fossem realizadas alternadamente em Bruxelas e no Reino Unido, num contrarrelógio por o prazo estipulado para a sua conclusão ser 31 de dezembro deste ano.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG