Mundo

Resgate do navio russo que ficou preso na Antártida custou 1,2 milhões

Resgate do navio russo que ficou preso na Antártida custou 1,2 milhões

O resgate do navio de pesquisa russo que em dezembro ficou preso no gelo da Antártida, com cerca de 50 turistas e cientistas a bordo, custou cerca de 1,2 milhões de euros, noticiou, esta segunda-feira, a imprensa local australiana.

O diretor da Divisão Australiana da Antártida, Tony Fleming, disse que o organismo governamental negocia com as empresas seguradoras o reembolso do custo.

"É um processo complicado", afirmou Fleming à agência local AAP.

O Akademik Shokalskiy ficou preso no gelo a 24 de dezembro com 52 passageiros e 22 membros da tripulação a bordo. Várias tentativas para resgatar o navio e os passageiros foram realizadas até à operação bem-sucedida de 02 de janeiro.

As autoridades australianas realizaram o resgate do navio russo, numa complicada operação por mar e ar, que envolveu um quebra-gelo chinês e contou com a cooperação dos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG