O Jogo ao Vivo

EUA

Ressuscitado após paragem cardíaca diz que já cumpriu pena de prisão perpétua

Ressuscitado após paragem cardíaca diz que já cumpriu pena de prisão perpétua

Um tribunal norte-americano recusou o pedido de liberdade de um homem condenado a prisão perpetua, que alega ter tinha cumprido a pena por o coração ter parado durante breves instantes.

Benjamin Schreiber tem 66 anos e foi condenado a uma de prisão para toda a vida, no Estado do Iowa, por espancar um homem até à morte em 1996.

O condenado pretendia ser libertado da prisão e usou como argumento o facto de o coração ter parado. Apesar de o tribunal considerar o pedido como "original", não acedeu ao pedido.

Em 2015, o homem teve um problema renal grave e foi assustado de emergência no hospital tendo que ser ressuscitado pelos médicos. Depois de recuperado foi novamente para a prisão.

O condenado pediu a liberdade no ano passado. Benjamim alega que foi ressuscitado contra a sua vontade e que a "morte", mesmo que temporária, foi tecnicamente cumprida.

Apesar da nega dada pelos tribunais, o advogado de Benjamim já confirmou que vai recorrer da decisão.

Outros Artigos Recomendados