Reino Unido

Revelados mostradores do relógio do Big Ben para a entrada em 2022

Revelados mostradores do relógio do Big Ben para a entrada em 2022

Para os britânicos o último dia do ano fica marcado com a conclusão da obra de restauro da torre do Big Ben. Quatro anos depois, um dos maiores ex-líbris da cidade de Londres volta a poder ser visitado.

Apesar do cancelamento do fogo de artifício para celebrar a entrada no novo ano, os britânicos despedem-se de 2021 com os sinos do Big Ben a assinalar as 12 badaladas. Pela primeira vez desde 2017, os mostradores do relógio foram revelados para dar a conhecer o trabalho de conservação e restauro do conjunto de cores originais.

O projeto avaliado em mais de 95 milhões de euros reuniu uma equipa de conservadores que recorreram aos desenhos originais de Charles Barry para manter o esquema de cores azul e dourado nos mostradores. Os especialistas acreditam que a cor preta que se encontra nos relógios, escolhida na década de 1930, serviu para esconder os efeitos da poluição.

PUB

Ian Westworth foi um dos muitos responsáveis pela obra, que afirmou estar muito satisfeito com o resultado final. "Foi um grande privilégio para toda a equipa ter tocado em cada porca e parafuso. Vai ser muito emocionante, haverá tristeza porque o projeto terminou, mas felicidade pela sua recuperação", concluiu.

Em princípio, e se tudo correr conforme planeado, os sinos do Big Ben voltarão a tocar na primavera.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG