Ucrânia

Rússia adverte para "teatro de operações militares" na região do Ártico

Rússia adverte para "teatro de operações militares" na região do Ártico

A Rússia advertiu que a região do Ártico está a converter-se num "teatro internacional de ações militares", tendência que classificou como "muito alarmante".

"Vemos como aumenta a atividade militar internacional nas altas latitudes. Há uma internalização da atividade militar", disse o embaixador russo de missões especiais, Nikolai Korchunov, em declarações à agência oficial russa RIA Novosti.

O diplomata, que preside ao comité de altos cargos do Conselho do Ártico, acrescentou que a "conversão da região ártica" num teatro internacional de ações militares é "muito alarmante".

"Isto não pode deixar de nos preocupar", sublinhou, ao comentar os pedidos da Suécia e da Finlândia para ingressarem na NATO, apresentados na quarta-feira, com o argumento de que é necessário fortalecer a segurança, devido à "operação militar especial" que a Rússia desenvolve na Ucrânia desde 24 de fevereiro.

Korchunov defendeu que a política internacional da Suécia e da Finlândia de não alinhamento com alianças militares representou durante muito tempo "uma base sólida para a preservação da paz e da estabilidade nas altas latitudes".

A adesão destes países à NATO "dificilmente ajudará à prossecução desse objetivo", argumentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG