O Jogo ao Vivo

Ucrânia

Rússia alega ter provas da existência de armas biológicas. EUA falam em pretexto para guerra

Rússia alega ter provas da existência de armas biológicas. EUA falam em pretexto para guerra

O embaixador da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, afirmou que as forças de Moscovo encontraram evidências de uma tentativa de limpeza de provas da existência de armas biológicas na Ucrânia.

Falando numa reunião do Conselho de Segurança da ONU convocada a pedido da Rússia, Nebenzya garantiu que as forças russas encontraram evidências de uma rede de "pelo menos 30" laboratórios de investigação biológica destinados a fortalecer várias "doenças letais" e que "experiências biológicas muito perigosas" foram conduzidas naqueles locais em coordenação com os EUA.

PUB

Nebenzya acusou ainda a Ucrânia de usar a pandemia de covid-19 para avançar na sua investigação e de tentar espalhar armas biológicas, infetando aves migratórias e morcegos.

As acusações estenderam-se ainda para os EUA, que Nebenzya diz terem tentado criar armas biológicas que conseguem atingir grupos étnicos específicos.

EUA acusam Rússia de "fabricar pretexto para ataque"

A embaixadora dos EUA, Linda Thomas-Greenfield, afirmou que as alegações são uma tentativa de "fabricar um pretexto para um ataque".

"A Rússia está a tentar usar o conselho de segurança para legitimar a desinformação e enganar as pessoas para justificar a guerra de escolha do presidente Putin contra o povo ucraniano", continuou. "A Ucrânia não tem um programa de armas biológicas. Não há laboratórios ucranianos de armas biológicas apoiados pelos Estados Unidos. Nem perto da fronteira com a Rússia ou em qualquer lugar".

Segundo Thomas-Greenfield, a Ucrânia opera os seus próprios laboratórios de saúde pública para detetar e diagnosticar doenças como a covid-19, acrescentando que os EUA ajudaram a Ucrânia "a fazê-lo com segurança".

"É a Rússia que há muito tempo mantém um programa de armas biológicas em violação ao direito internacional", apontou, acrecentando que os EUA "têm sérias preocupações de que a Rússia possa estar a planear usar agentes químicos ou biológicos contra o povo ucraniano".

ONU diz desconhecer "programa de armas biológicas" na Ucrânia

A Organização das Nações Unidas desconhece qualquer "programa de armas biológicas" na Ucrânia, disse a chefe de desarmamento da ONU numa reunião do Conselho de Segurança convocada pela Rússia.

"As Nações Unidas não estão cientes de nenhum programa de armas biológicas. Isso deve-se em grande parte à Convenção de Armas Biológicas de 1972, que proíbe o desenvolvimento, produção, aquisição, transferência, armazenamento e uso de produtos biológicos e tóxicos como armas", disse Izumi Nakamitsu. "A Federação Russa e a Ucrânia são ambos Estados membros da Convenção. Além disso, a Federação Russa é um Governo Depositário ao abrigo da Convenção", acrescentou a responsável pelos Assuntos de Desarmamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG