Moscovo

Rússia crítica "histeria" dos EUA em relação à Ucrânia

Rússia crítica "histeria" dos EUA em relação à Ucrânia

A Rússia criticou hoje a "histeria" da Casa Branca, referindo-se a um alegado ataque planeado contra a Ucrânia, e acrescentou que os "anglo-saxónicos" querem guerra "a todo o custo".

"A histeria da Casa Branca é mais reveladora do que nunca. Os anglo-saxónicos querem guerra a todo o custo", afirmou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zajárova, através das redes sociais.

Os Estados Unidos alertaram, esta sexta-feira, para a possibilidade da Rússia atacar a Ucrânia na próxima semana, pedindo aos seus cidadãos que deixem o país.

"A máquina político-militar americana está pronta para sobrecarregar, novamente, vidas humanas [...]. O mundo inteiro está a ver como o militarismo e as ambições imperiais se revelam", acrescentou, citada pela agência EFE.

Para Zajárova, provocações, informações falsas e ameaças constituem o "método favorito dos anglo-saxónicos" para resolver os seus problemas.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esteve, esta sexta-feira, a avaliar a situação da Ucrânia com aliados da NATO (Organização do Tratado Atlântico Norte) e hoje deverá falar com o homólogo russo, Vladimir Putin.

A Rússia é acusada pelo Ocidente de ter concentrado dezenas de milhares de soldados ao longo da fronteira com a Ucrânia para proceder a uma invasão, que os Estados Unidos consideraram iminente.

PUB

O Kremlin desmentiu qualquer intenção nesse sentido e exige garantias relativas à sua segurança à OTAN, querendo que esta assegure que não fará qualquer alargamento à Europa de Leste e que o pedido de adesão da Ucrânia nunca será aceite, o que Aliança Atlântica obviamente rejeita fazer.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG