O Jogo ao Vivo

Crude

Rússia não exportará petróleo para países que não respeitem preços de mercado

Rússia não exportará petróleo para países que não respeitem preços de mercado

A Rússia não exportará petróleo para os países que não respeitem os preços de mercado e que tentem limita-los, alertou esta quarta-feira o vice primeiro-ministro russo, Alexander Novak, ao comentar a decisão de fixação do preço do crude russo pelo Ocidente.

"Não é do nosso interesse fornecer petróleo aos consumidores que aderirem à limitação de preços caso esse mecanismo seja implementado. Só forneceremos petróleo àqueles que cumprirem os mecanismos de preços gerados pelo mercado", disse à televisão russa.

Novak, que participou hoje na conferência ministerial da OPEP+, afirmou que a Rússia se opõe a este tipo de mecanismo que vai contra o mercado.

PUB

"Esses precedentes prejudicam seriamente o mercado de energia. Isso leva apenas a um "deficit", a um aumento de preços, e serão os consumidores que pagarão por isso se esse mecanismo for implementado", assinalou.

Moscovo considera confortável o preço de 70 dólares por barril, patamar previsto no orçamento do país, segundo o vice-primeiro-ministro russo.

Comentando a decisão de reduzir a oferta de petróleo da OPEP+ em dois milhões de barris por dia, Novak adiantou que a cota russa cairá de 11 para 10,5 milhões de barris por dia, algo que não afetaria seriamente a produção russa, que nos últimos tempos não ultrapassou 9,9 milhões.

O representante russo na OPEP+ defendeu a decisão do grupo, destacando que esta se deve à necessidade de equilibrar o mercado diante da desaceleração da economia global e dos riscos de recessão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG