Pandemia

Rússia pede precaução à UE com a reabertura das fronteiras

Rússia pede precaução à UE com a reabertura das fronteiras

A Rússia pediu esta quarta-feira à União Europeia (UE) que mantenha alguma precaução quando levantar as restrições à mobilidade no interior do bloco comunitário.

"Tendo em consideração as medidas dos parceiros europeus até ao levantamento das restrições à mobilidade [dos cidadãos], confiamos que os nossos vizinhos não diminuam a atenção face a assuntos relacionados com a eficácia da luta contra o novo coronavírus", declarou Maria Zakharova, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros.

PUB

Na sua conferência de imprensa semanal, a representante da diplomacia russa argumentou que a Organização Mundial da Saúde advertiu contra uma suavização demasiado acelerada das medidas para conter a propagação da covid-19.

Na semana passada a Comissão Europeia propôs aos 27 Estados-membros uma abertura gradual das suas fronteiras internas a partir de 15 de junho, e das externas desde 1 de julho.

A Rússia, o terceiro país do mundo em contágios contabilizados pela covid-19, mantém de momento encerradas as suas fronteiras com o objetivo de nivelar a curva da pandemia no seu território.

Hoje, o país euro-asiático registou 7.843 novos casos de coronavírus, o mais baixo número de contágios desde 01 de maio.

Moscovo, o epicentro da infeção na Rússia, contabilizou 1.065 novos casos, o número mais reduzido de contágios diários desde 11 de abril.

Apesar do encerramento das fronteiras em meados de março, a Rússia suavizou esta medida em junho para permitir a entrada no país de pessoal médico, entre outros motivos particulares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG