Lei

Rússia vai proibir caça de baleias e golfinhos

Rússia vai proibir caça de baleias e golfinhos

O primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin, anunciou esta quinta-feira que o Governo vai proibir, em breve, a caça de baleias e golfinhos para proteger esses mamíferos marinhos e evitar o seu "extermínio predatório".

"Estamos a preparar regulamentos adicionais para a pesca industrial e costeira", afirmou Mishustin numa reunião do Conselho de Ministros.

As normas "serão aplicadas, em particular, a baleias e golfinhos" já que "o novo projeto de lei proibirá a sua captura", adiantou.

O chefe do Governo indicou que o projeto de lei não vai deixar indiferente aqueles que, há dois anos, acompanharam os acontecimentos na "prisão das baleias", na baía de Srédniaya, no Pacífico russo, onde uma centena de orcas e belugas estiveram mantidas em jaulas, depois de capturadas para serem vendidas a delfinários chineses.

Os cetáceos cativos, que ficaram em péssimas condições, foram soltos no final de 2019 devido à pressão de grupos conservacionistas e ao impacto mediático das imagens da "prisão das baleias" divulgadas pela organização ambientalista Greenpeace.

Mishustin lembrou que, depois do caso da "prisão das baleias", o Presidente russo, Vladimir Putin, ordenou ao Governo que tornasse mais rígidos os requisitos para a caça de orcas e belugas para fins educacionais ou de entretenimento, passando esta atividade a ser permitida apenas com uma autorização de uma comissão governamental.

"Este ano nem uma única licença foi concedida", disse Mishustin, citado pela página digital do Governo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG