Abusos sexuais

Salesianos dizem que Ximenes Belo era apenas um "hóspede" sem cargos educativos

Salesianos dizem que Ximenes Belo era apenas um "hóspede" sem cargos educativos

A Província Portuguesa da Sociedade Salesiana diz, em comunicado, que "a pedido dos seus superiores hierárquicos", recebeu D. Ximenes Belo "como hóspede durante os últimos anos" já que, desde que se encontra em Portugal, o prémio Nobel da Paz "não tem tido quaisquer cargos ou responsabilidades educativas ou pastorais ao serviço da Congregação".

"O pedido de hospitalidade foi por nós aceite com toda a naturalidade por se tratar de uma pessoa conhecida e estimada por todos", referem ainda os Salesianos.

O antigo bispo de Díli é acusado de abusos sexuais a, pelo menos, dois rapazes timorenses e está em paradeiro desconhecido. Até há alguns dias, D. Ximenes vivia numa casa dos Salesianos, em Lisboa, mas no dia em que um jornal holandês publicou a notícia dos abusos, partiu para paradeiro desconhecido.

PUB

"Foi com profunda tristeza e perplexidade que a Província Portuguesa da Sociedade Salesiana teve conhecimento do que foi noticiado acerca da suspeita de abusos sexuais de menores envolvendo o Bispo D. Ximenes Belo", diz o comunicado, salientando que, sobre questões a respeito do conteúdo das notícias "não temos conhecimentos para nos pronunciarmos, remetendo para quem tem essa competência e conhecimento".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG