FBI confirma

Samuel Little é o maior assassino em série dos EUA

Samuel Little é o maior assassino em série dos EUA

Samuel Little foi considerado pelo FBI como o maior assassino em série dos EUA. O criminoso reclama a autoria de 93 homicídios e as autoridades confirmam que matou pelo menos 50 mulheres.

Ao longo de 35 anos, Samuel Little terá assassinado dezenas de mulheres nos EUA. Preso desde 2012 a cumprir várias penas de prisão perpétua, começou a divulgar às autoridades pormenores de vários dos crimes, confessando o assassínio de 93 mulheres.

Os analistas criminais do FBI investigaram as confissões de Little e consideram como provadas pelo menos 50 mortes. As confissões de Samuel são bastante detalhadas, com informações específicas sobre os locais onde conheceu as vítimas e como eram fisicamente.

As declarações de Samuel Little, atualmente com 79 anos, foram acompanhadas por retratos das vítimas, mulheres, quase todas negras, que o suspeito fez na prisão nos últimos anos.

Com 50 crimes confirmados, Little é considerado pelo FBI como o mais prolífico assassino em série dos EUA, superando Gary Leon Ridgway, conhecido como Assassino de Green River, que matou pelo menos 49 pessoas, apesar de ter confessado mais, ou Ted Bundy, autor confirmado de 35 homicídios.

Durante 35 anos, entre 1970 e 2005, Litle matou sobretudo mulheres que encontrava a pedir boleia ou em bares. Nas confissões deu indicações detalhadas sobre a forma como se livrou dos corpos, que abandonava em rios ou locais pouco movimentados, e as distâncias que percorria para se livrar dos cadáveres.

PUB

"Durante muitos anos, Samuel Little acreditou que nunca seria apanhado porque pensava que ninguém estava a tomar nota das suas vítimas", disse a analista criminal Christie Palazzolo. "Apesar de já estar na prisão, o FBI acredita que é importante procurar justiça para todas as vítimas - fechar o maior número de casos possível", acrescentou, num pedido de ajuda pública para identificar vítimas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG