Espanha

Sandra, Alba e María. Mortas a tiro pelo ex-marido de uma delas

Sandra, Alba e María. Mortas a tiro pelo ex-marido de uma delas

As autoridades espanholas detiveram, esta segunda-feira, um homem de 45 anos, na província de Pontevedra, na sequência de um triplo homicídio. O detido confessou ter assassinado a ex-mulher, e a mãe e irmã desta.

A localidade de Valga, em Pontevedra, acordou agitada com a notícia da morte de três mulheres cerca das 8 horas de hoje. O agressor era o ex-companheiro de uma das vítimas.

Depois de matar com uma arma de fogo a antiga companheira, Sandra, de 39 anos, e a mãe e a irmã desta, María e Alba, de 57 e 27, numa moradia no povoamento de Cordeiro de Valga, o presumível homicida, José Luis Abet, pôs-se em fuga e conduziu até sua casa, na Corunha. Lá, acabou por chamar as autoridades e entregou-se, relata o "El Mundo".

Na casa onde a matança aconteceu, e onde o ex-casal tinha vivido durante 10 anos, até à recente separação, estavam os dois filhos de ambos, de quatro e sete anos. José e Sandra tinham-se separado há alguns meses mas continuavam legalmente casados. A mãe e a irmã da vítima, que não moravam na mesma habitação mas que a frequentavam regularmente, acabaram por ser apanhadas também pelo agressor.

O homicida confesso não tinha antecedentes por violência de género nem tinha sido alvo de qualquer denúncia por maus-tratos, escreve o jornal espanhol.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, já lamentou o sucedido, com uma mensagem no Twitter: "Terrível. Três mulheres de uma família assassinadas em Pontevedra, vítimas de violência de género. Um abraço sentido e todo o meu carinho para os seus entes queridos. Não pararemos até pormos fim ao machismo criminoso que massacra as mulheres. Queremo-las livres, seguras e vivas."

Com este caso, já são 41 as mulheres assassinadas por companheiros ou ex-companheiros desde o início do ano e 28 os menores que perderam a mãe.