Mundo

Seis membros do grupo Estado Islâmico mortos em ofensiva falhada contra Tikrit

Seis membros do grupo Estado Islâmico mortos em ofensiva falhada contra Tikrit

As tropas iraquianas travaram, este domingo, uma ofensiva do autodenominado Estado Islâmico contra a cidade de Tikrit, capital da província de Saladino, a norte da capital Bagdad, e seis jiadistas morreram.

O ataque, lançado de madrugada, originou combates intensos que duraram várias horas e obrigaram a apoio de helicópteros militares.

Na ofensiva, seis combatentes do grupo Estado Islâmico (EI) morreram, tendo ainda sido destruídos quatro dos seus veículos e uma metralhadora, relatou a agência espanhola EFE.

Do lado iraquiano, sete pessoas ficaram feridas. Os combatentes do EI fugiram para uma zona deserta a oeste de Tikrit.

Fontes citada pela EFE revelaram que o autodenominado EI matou a tiro, no sábado, uma jornalista iraquiana, identificada como Ejlas Ghanem al Saati, e também o pai desta, na localidade de Al Qayara, a 50 quilómetros a sul da cidade de Mossul.

O EI executou e sequestrou vários jornalistas e trabalhadores dos meios de comunicação social em Mossul, depois de terem sido acusados de trabalhar para o Governo.

Apesar de o exército iraquiano ter recuperado ao longo deste ano o controlo sobre a cidade de Tikrit e de várias outras zonas da região de Saladini, o EI ainda tem capacidade de lançar ataques nessa província, notou a agência EFE.

Apesar da recuperação de Tikrit, as forças iraquianas perderam Ramadi para os islamistas, assim como Mossul, feudo do EI e a segunda maior cidade do Iraque.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG