Mundo

Sequestrados "pelo menos 80 imigrantes ilegais" no México

Sequestrados "pelo menos 80 imigrantes ilegais" no México

"Pelo menos 80 imigrantes ilegais", incluindo mulheres e crianças, podem ter sido sequestrados a 24 de Junho em Veracruz, no sudeste do México, informou na segunda-feira o director do abrigo Irmãos no Caminho, o padre Alejandro Solalinde.

"A secretaria da Administração Interna já tem conhecimento. Nesse dia, começámos a fazer denúncias - não posso dizer onde por segurança destes testemunhos - mas estamos nesse local", afirmou hoje Solalinde, em entrevista à emissora MVS, citada pela EFE.

Horas depois, a Comissão Nacional para os Direitos Humanos do México informou, em comunicado, que "está a investigar o desaparecimento de imigrantes em Medias Aguas, Veracruz".

Além disso, também exigiu a localização dos imigrantes, sem referir de quantos se trata nem quais as nacionalidades, bem como "o esclarecimento dos factos e sanções para os responsáveis deste delito que não deve passar impune".

Solalinde, activista e defensor dos imigrantes, explicou que "cerca de dez pessoas [armadas] com R-15 e a falar uma linguagem em código, com números" perpetraram na última sexta-feira um novo sequestro massivo de imigrantes em Medias Águas, no estado de Veracruz, a cerca de cem quilómetros a norte da cidade de Ixtepec e a 80 quilómetros a sudoeste de Coatzacoalcos.

Os imigrantes ilegais tinham subido para um comboio em Ixtepec que os levaria para o norte quando foram surpreendidos por pessoas armadas. "Os maquinistas não pararam onde param sempre, na gare de Medias Aguas, e seguiram para um lugar afastado onde passam os comboios que vêm de Coatzacoalcos", explicou Solalinde.