EUA

Serviços Secretos gastaram milhares para acesso a WC junto a casa de Ivanka Trump

Serviços Secretos gastaram milhares para acesso a WC junto a casa de Ivanka Trump

Os Serviços Secretos dos EUA estão a pagar uma renda elevada por um pequeno estúdio junto à casa de Ivanka Trump e do marido Jared Kushner, em Washington DC, para que a equipa destacada para a proteção da família tenha acesso a uma casa de banho e um escritório.

Segundo a estação "CNN", os agentes dos serviços secretos não entram na casa da filha do presidente cessante dos EUA, Donald Trump, apesar da sua dimensão substancial. A casa no bairro de Kalorama tem cerca de 1520 metros quadrados, seis quartos e sete casas de banho.

Segundo o diário "The Washington Post", o governo federal aluga o espaço por 3 mil dólares por mês (cerca de 2500 euros mensais), desde setembro de 2017, pelo que já pagou cerca de 120 mil dólares desde então (quase 100 mil euros).

O bairro é uma área residencial popular de dignitários e diplomatas. O ex-presidente Barack Obama também tem ali uma residência.

De acordo com a fonte da CNN, por dentro das atividades dos Serviços Secretos, os agentes usam o apartamento alugado não só para terem acesso a instalações sanitárias, como para terem um espaço de escritório com internet e impressora, uma sala de descanso e uma cozinha, onde possam comer durante ou após os longos turnos, visto que na zona é difícil encontrar restaurantes abertos a qualquer hora.

A assessoria de comunicação da Casa Branca negou que a família não permitisse à equipa de segurança o uso da sua casa de banho.

A porta-voz de comunicação dos Serviços Secretos escusou-se a comentar este assunto à "CNN", dizendo que não discute matérias relativas a protegidos. Contudo, mais tarde outro assessor disse à estação que "os Serviços Secretos fazem todos os esforços, especialmente numa residência, para conduzir as operações de proteção com o mínimo de impacto numa família".

PUB

"De acordo com esta prática, o pessoal dos Serviços Secretos não solicita acesso às instalações sanitárias em residências privadas. Ivanka Trump e Jared Kushner não negaram ao pessoal dos Serviços Secretos o acesso à sua casa, incluindo o uso dos lavabos", afirmou.

Já dois agentes fizeram saber ao "The Washington Post", que as instalações sanitárias dentro da casa da família foram interditadas desde o início aos agentes dos Serviços Secretos. Enquanto um disse desconhecer a razão desta regra, o outro disse ter sido estabelecida por Trump e Kushner.

"É a primeira vez que ouço falar de um destacamento dos Serviços Secretos chegar a esse extremo para encontrar uma casa de banho", comentou àquele jornal um oficial familiarizado com a situação. A agência andou meses à procura de uma solução e chegou a recorrer a um wc móvel, que foi removido após reclamações dos vizinhos.

A equipa de proteção de Ivanka Trump também chegou a usar as casas de banho de uma garagem convertida em posto de comando na casa de Obama pelo seu destacamento de segurança e depois a recorrer aos wc's da casa do vice-presidente Mike Pence no Observatório Naval, a cerca de um quilómetro e meio de distância.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG