Islândia

Sete aeroportos espanhóis fechados por motivos de segurança

Sete aeroportos espanhóis fechados por motivos de segurança

A AENA, entidade que regula os aeroportos espanhóis, decidiu encerrar, por motivos de segurança, sete aeroportos no norte do país, entre as 20 horas de hoje, sábado, e, pelo menos, as 10 horas de domingo. No aeroporto de Barcelona foi criado um comité de crise como medida preventiva.

A AENA explica que o espaço aéreo do norte de Espanha "continua aberto", estando permitindo os voos acima dos 22 mil pés de altura, mas que não haverá operações de chegadas ou saídas aos sete aeroportos fechados.

A medida afectará pelo menos 22 voos programados durante o período do fecho, que pode ser ampliado e alargado a outros aeroportos caso a situação assim o necessite.

Fonte da AENA disse à Lusa que a situação está a ser acompanhada "permanentemente" e que eventuais alterações serão implementadas em "coordenação com a Euroncontrol".

Questionado sobre uma eventual decisão de fecho de outros aeroportos, nomeadamente o de Barcelona, a mesma fonte explicou que para já "isso não está em vigor".

No caso dos aeroportos fechados explicou que a decisão foi preventiva, já que a nuvem de cinza do vulcão da Islândia penetrou em "parte do espaço aéreo desses aeroportos".

Noutro âmbito a AENA confirma que até ás 17 horas já tinham sido cancelados em Espanha cerca de 2.000 voos e que Madrid e Barcelona têm em vigor operações destinadas a "acolher aeronaves do hemisfério sul, Ilhas Canárias e África".

PUB

O objectivo é que os passageiros dessas origens possam depois ser transferidos, por estrada para os seus países, fundamentalmente Alemanha e Holanda.

As autoridades do aeroporto de El Prat, em Barcelona, criaram um comité de crise como medida de prevenção perante possíveis complicações adicionais causadas pela nuvem de cinza que afecta já uma rota entre a cidade espanhola e as Astúrias.

Fontes da AENA, entidade que gere os aeroportos espanhóis, explicaram que o comité de crise inclui responsáveis de empresas aéreas e efectivos de segurança e foi criado "à espera do que possa ocorrer nas próximas horas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG