Balanço

Sismo na Albânia faz nove mortos e 600 feridos

Sismo na Albânia faz nove mortos e 600 feridos

Um sismo de magnitude 6,4 na escala de Richter atingiu a Albânia, esta terça-feira de madrugada, causando a morte a pelo menos nove pessoas e deixando outras 600 feridas.

Segundo o mais recente balanço oficial do ministério da Defesa do país, nove pessoas morreram, embora a imprensa do país avance a existência de 13 mortos.

As vítimas mortais encontradas até agora estavam na cidade de Durres, a mais próxima do epicentro do sismo, a 40 quilómetros da capital, e em Thumana e Kurbin, duas pequenas cidades ao norte de Tirana, disse a ministra Olta Xhacka. A maioria morreu na sequência de desabamento de prédios, mas uma das vítimas perdeu a vida depois de se ter atirado da varanda de casa quando ia ser resgatada e outra depois de ter perdido o controlo do carro em que seguia.

Entre as vítimas mortais, está uma menina de 10 anos encontrada sob os escombros de um prédio em Durres e um jovem que acabara de sair da prisão, em Thumana.

Segundo as autoridades de saúde da Albânia, cerca de 600 pessoas receberam assistência hospitalar, sendo que pelo menos três estão em estado grave. As equipas de resgate conseguiram, até agora, resgatar com vida 28 pessoas dos escombros.

A ministra da Defesa apelou aos cidadãos para que não viajem nos seus carros particulares, para evitar bloquearem o tráfego e a passagem de ambulâncias. Olta Xhacka indicou que os trabalhos de resgate estão a ser particularmente complicados, porque a remoção dos escombros está a ser realizada em prédios que ainda estão parcialmente de pé, mas em risco de colapso.

"A situação é de uma dimensão tal que qualquer país teria dificuldade em enfrentá-la sozinho", referiu Xhacka, que contará com a ajuda das forças de França, Itália, Grécia, Sérvia, Montenegro e Kosovo, a juntar-se aos 400 membros das Forças Armadas albanesas mobilizados para o terreno.

De acordo com o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico, o sismo de magnitude 6,4 foi sentido por volta das 3 horas locais (menos uma em Portugal continental), com epicentro no Mar Adriático, a 34 quilómetros a noroeste da capital do país, Tirana, e a uma profundidade de 10 quilómetros. O sismo foi seguido alguns minutos depois por vários tremores de terra secundários.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG