Afeganistão

Soldado americano "não se lembra" de matar 16 civis afegãos

Soldado americano "não se lembra" de matar 16 civis afegãos

O soldado americano Robert Bales, suspeito de ter morto 16 civis no Afeganistão, "não se lembra" dos factos, declarou na segunda-feira o advogado John Henry Browne.

"Ele lembra-se do início da noite e depois [dos factos], mas não se lembra do que se passou entre os dois momentos", afirmou o advogado em declarações à cadeia de televisão CBS após um encontro de mais de sete horas com o soldado na prisão militar de Fort Leavenworth, no Kansas, onde Bales está detido.

Os investigadores suspeitam que a ingestão de álcool possa estar relacionada com o caso.

De acordo com o advogado, o soldado está em estado de choque, estando preocupado com eventuais represálias.

Entretanto as autoridades norte-americanas descobriram que Bales deve 1,5 milhões de dólares num caso de fraude que remonta a 2003.