Israel

Soldados israelitas enganados com falsos SMS de mulheres

Soldados israelitas enganados com falsos SMS de mulheres

Os telemóveis de dezenas de soldados israelitas foram alvo de um ataque informático conduzido pelo grupo radical palestiniano Hamas, que lançou uma ofensiva inusitada, ao fabricar mensagens e fotografias supostamente enviadas por mulheres, que procuravam a atenção dos militares.

O exército israelita confirmou que os soldados recebiam mensagens e fotografias de jovens mulheres, que os levavam a fazer o download de uma aplicação, para partilharem fotografias com elas, relatou a BBC. Depois de carregarem no link que lhes era enviado, um vírus era instalado nos telemóveis, permitindo ao Hamas ter acesso à localização, a imagens, contactos e restante informação guardada nos telemóveis. Os "hackers" também conseguiam controlar o dispositivo para, por exemplo, tirar fotos ou gravar vídeos sem que o utilizador se apercebesse.

As mulheres pelas quais os radicais se faziam passar diziam ser imigrantes ou ter dificuldades visuais ou auditivas, escrevendo em hebreu com erros ortográficos.

Segundo um porta-voz do exército de Israel, o tenente Jonathan Conricus, esta foi a terceira tentativa do grupo radical de se infiltrar nos telemóveis dos soldados, nos últimos anos, mas foi a mais sofisticada até à data. Ainda assim, afirmou que não foram registadas fugas de informação significativas. "Estamos a perceber que eles estão a aprender e a melhorar os seus ataques informáticos", referiu.

O exército israelita alertou os soldados para a necessidade de serem mais vigilantes quando utilizarem os telemóveis. Israel e o Hamas estão em estado de conflito na faixa de Gaza, e consideram-se inimigos mortais.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG