Exclusivo

Solução para crise energética passa por Portugal e Espanha

Solução para crise energética passa por Portugal e Espanha

No seguimento da guerra na Ucrânia, e num momento em que a tensão com a Rússia tem vindo a aumentar, a União Europeia (UE) teme que o regime de Vladimir Putin corte o fornecimento de gás em pleno inverno. O foco é encontrar alternativas à dependência energética e, apesar dos entraves que ainda limitam as interligações com o resto da Europa, os países da Península Ibérica oferecem as potencialidades ideais.

Cristian-Siviu Bolsoi, presidente da Comissão Parlamentar da Indústria, Investigação e da Energia do Parlamento Europeu, sublinha que ambos os estados têm capacidade para ajudar a dar resposta à crise energética que a Europa vivencia, e que se poderá agravar nos próximos meses, destacando que a implementação de conexões nesta zona da Europa "pode fazer parte de uma solução que já está a ser trabalhada" e que tem como grande objetivo "diminuir a dependência da Rússia", o que, "apesar de constituir um grande risco, é necessário".

Durante o seminário "What are we doing for Ukraine?", que terminou esta quarta-feira em Estrasburgo, França, o eurodeputado romeno frisou que "é essencial investir em terminais de distribuição de gás e promover acordos com novos parceiros". Neste sentido, apontou que Espanha possui "capacidades de GNL muito relevantes" que podem sustentar ligações com outros estados europeus, lembrando, porém, que é primordial melhorar as infraestruturas de circulação, nomeadamente para assegurar que países como a Alemanha, França ou Países Baixos - fortemente dependentes da energia de Moscovo - atravessem um processo de transição menos penoso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG