Imprensa

Suécia apela à libertação de jornalista preso sem julgamento há 20 anos na Eritreia

Suécia apela à libertação de jornalista preso sem julgamento há 20 anos na Eritreia

O primeiro-ministro sueco apelou esta quinta-feira à libertação do jornalista sueco-eritreu Dawit Isaak, que está preso sem julgamento na Eritreia desde 2001.

"O meu governo, bem como vários outros anteriormente, trabalharam intensamente no caso de Dawit. O nosso trabalho não teve até agora o resultado que queríamos, mas nunca desistiremos", disse o primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, numa mensagem publicada nas redes sociais.

"Dawit Isaak é um cidadão sueco e o nosso objetivo muito claro é a sua libertação. Ele deve reunir-se com a sua família na Suécia", defendeu.

Ao mesmo tempo, a organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) renovou o seu apelo à justiça sueca para que investigue os crimes contra a Humanidade neste caso, ao abrigo de uma lei aprovada em 2014 que permite que tais crimes cometidos no estrangeiro sejam levados aos tribunais suecos.

A secção sueca dos RSF já tinha apresentado uma queixa em outubro de 2020, na Suécia, contra funcionários eritreus, incluindo o Presidente, Isaias Afewerki, mas a procuradoria sueca tinha-se recusado a abrir uma investigação, julgando as hipóteses de sucesso demasiado baixas.

"A RSF apela ao Ministério Público para que assuma as suas responsabilidades internacionais e abra uma investigação preliminar por crimes contra a humanidade no caso de Dawit Isaak", disse hoje o grupo, através de uma declaração.

Dawit Isaak foi preso a 23 de setembro de 2001 após publicar artigos no jornal que tinha fundado na Eritreia a apelar a reformas no seu país.

PUB

Tinha fugido para a Suécia em 1987, na altura da guerra com a Etiópia que levou à independência da Eritreia em 1993, para onde regressou em 2001.

A Eritreia encabeça a lista dos países com as atitudes mais repressivas em relação à imprensa e aos jornalistas, à frente da Coreia do Norte e do Turquemenistão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG