Suíça

Suíça congela bens e abre investigação a ex-presidente ucraniano

Suíça congela bens e abre investigação a ex-presidente ucraniano

O Conselho Federal suíço anunciou, esta sexta-feira, o bloqueio de todo o dinheiro do ex-presidente da Ucrânia, Viktor Ianukovich, e da sua família, enquanto o Ministério Público decidiu abrir uma investigação penal por suspeitas de branqueamento de capitais.

Num comunicado, refere-se que essa medida, em vigor a partir desta sexta-feira, pretende "evitar qualquer risco de desvio de fundos públicos ucranianos depois dos recentes eventos no país".

O parlamento ucraniano destituiu, no sábado passado, Viktor Ianukovich, depois de meses de contestação popular ao ex-presidente, que culminaram em confrontos que na semana passada fizeram mais de cem mortos na capital ucraniana.

As autoridades suíças proibiram ainda a venda de bens, particularmente imobiliários, que pertencem à família Ianukovich.

Todos os bens e fundos confiscados poderão ser devolvidos à Ucrânia depois do processo penal, caso se verifica a origem ilícita dos fundos e bens dos Ianukovich.

Além de Viktor Ianukovich, também o seu filho, Aleksander, é visado na investigação penal do Ministério Público suíço por branqueamento agravado de capitais.

O procurador suíço Yves Bertosso e a brigada financeira da polícia judiciária investigaram, na quinta-feira, uma sociedade de Aleksander Ianukovich em Genebra, apreendendo documentos, lê-se num comunicado do Ministério Público.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG