O Jogo ao Vivo

Pandemia

Suíça impõe quarentena de 10 dias a passageiros vindos de Espanha, mas há exceções

Suíça impõe quarentena de 10 dias a passageiros vindos de Espanha, mas há exceções

A Suíça vai impor uma quarentena de dez dias a passageiros vindos de Espanha, com exceção das Ilhas Baleares e Canárias. Quem não cumprir pode pagar uma multa até 9280 euros.

A Suíça voltou a atualizar a lista de países considerados seguros no contexto da pandemia da covid-19. A Espanha entrou para o grupo de territórios, cujos passageiros devem obrigatoriamente fazer quarentena quando entrarem na Suíça.

"Pela primeira vez, não colocamos um país inteiro na lista e incluímos apenas as áreas em que podemos apreciar a separação geográfica e o fluxo de passageiros", disse Patrick Mathys, chefe da gestão de crise de saúde pública na Suíça. Na Espanha, apenas os viajantes das Ilhas Baleares e as Canárias não necessitam de fazer o confinamento obrigatório de dez dias.

Segundo Mathys, um teste negativo ao novo coronavírus não será suficiente para isentar um passageiro vindo de Espanha de fazer quarentena. "Um resultado negativo não descarta a infeção", diz. Os que entraram na Suíça há menos de 24 horas e vieram, por exemplo, de Espanha não vão são ser abrangidos por esta regra.

Nas últimas 24 horas, Espanha registou 1 178 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e alcançou os 302 814 contágios desde o ínicio da pandemia.

Guiné Equatorial, Singapura e São Tomé e Príncipe são outros dos países adicionados, esta quarta-feira, à lista de territórios, cujos passageiros necessitam de fazer quarentena aquando na entrada na Suíça.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG