EUA

Supremo permite acesso a declarações fiscais de Donald Trump

Supremo permite acesso a declarações fiscais de Donald Trump

O Supremo Tribunal dos EUA permitiu que procurador de Nova Iorque tenha acesso às declarações fiscais e outros registos financeiros de Donald Trump, o ex-presidente dos EUA, que sempre procurou evitar a decisão judicial. Os documentos estão sob controlo do júri que restringe a divulgação pública dos mesmos.

Esta decisão, que levou vários meses, é uma vitória para o procurador de Manhattan Cyrus R. Vance JR., uma vez que tenta ter acesso a estes registos desde 2019, como parte de uma investigação criminal.

Em julho, os juízes do Supremo Tribunal rejeitaram a alegação de Trump de que este não podia ser investigado criminalmente enquanto desempenhasse o cargo de Presidente e devolveram o caso a um tribunal inferior. Posto isto, os advogados de Trump apresentaram novos argumentos, mas sem sucesso.

Os documentos contêm dados desde janeiro de 2011 até agosto de 2019, que servem de prova do que fez o advogado de Trump, Michael Cohen, para ter o silêncio da atriz pornográfica Stormy Daniels e da modelo Karen McDougal sobre terem encontros sexuais com Donald Trump. Além disso, Vance refere, em recentes processos judiciais, que agora se pode concentrar em possíveis fraudes fiscais, assim como a falsificação de registos comerciais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG