Energia nuclear

Suspeita de fuga radioativa em Fukushima

Suspeita de fuga radioativa em Fukushima

A operadora da central nuclear de Fukushima, epicentro da crise nuclear no Japão, está a considerar a possibilidade de a fuga de água radioativa ser proveniente de um tanque que foi movido de local.

Segundo a Tokyo Electric Power (TEPCO), o reservatório que até hoje verteu até 300 toneladas de líquido contaminado foi instalado na fábrica em junho de 2011, depois do acidente nuclear desencadeado em março desse ano pelo tsunami, tendo sido mais tarde desmontado e instalado noutra zona da fábrica.

Não obstante, a operadora continua a investigar se o problema na unidade de contenção ocorreu devido a deterioração ou a um dano parcial da sua cobertura, enquanto comprova a possibilidade das fugas a partir da sua base, que se encontra enterrada a uma altura de 20 centímetros no solo, informou este domingo a agência Kyodo.

O problema nos reservatórios começou no início desta semana, quando os operários da central individualizaram uma fuga de cerca de 300 toneladas de líquido radiactivo a partir de um dos reservatórios e descobriram elevados índices de radiação na parte inferior de outros dois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG