Parlamento Europeu

Suspenso deputado que disse que mulheres eram mais fracas que os homens

Suspenso deputado que disse que mulheres eram mais fracas que os homens

O presidente do Parlamento Europeu anunciou, esta terça-feira, que decidiu impor "sanções sem precedentes" ao eurodeputado polaco de extrema-direita que proferiu declarações sexistas durante uma sessão plenária em Bruxelas no início do mês.

O deputado Janusz Korwin-Mikkle, que a um de março afirmou, durante um debate no hemiciclo, que "as mulheres devem ganhar menos do que os homens por serem mais fracas e menos inteligentes", vai ficar suspenso de todas as atividades do Parlamento durante 10 dias e não poderá representar a assembleia durante um ano. Além disso, vai perder 9210 euros (dado ficar privado da diária de 307 euros durante 30 dias).

"Não tolerarei um comportamento destes, em particular vindo de alguém que é suposto desempenhar com a devida dignidade as suas funções enquanto representante dos povos da Europa. Ao ofender todas as mulheres, o deputado mostrou desprezo pelos nossos valores mais fundamentais", afirmou esta terça-feira o presidente do Parlamento, Antonio Tajani, que considerou a punição "proporcional à gravidade da ofensa".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG