Tesla

Táxis de Paris suspendem uso do Model 3 após acidente fatal

Táxis de Paris suspendem uso do Model 3 após acidente fatal

A maior cadeia de táxis parisiense retirou da sua frota o Model 3 da Tesla, após um acidente fatal na capital francesa.

Uma pessoa morreu e outras vinte ficaram feridas no sábado à noite, num despiste de um táxi da marca Tesla, depois do motorista, que não estava em serviço, ter perdido o controlo da viatura.

O Ministério Público parisiense abriu uma investigação ao acidente, com suspeitas de homicídio involuntário e danos não intencionais. Recorde-se que os modelos Tesla têm uma opção de piloto automático, que é suposto dar assistência à condução. A empresa já negou qualquer problema técnico com o veículo em questão, informou a "BBC".

O Ministro dos Transportes de França, Jean-Baptiste Djebbar, também já se pronunciou, garantindo que nesta fase da investigação não existem indícios de problemas técnicos na origem do acidente.

Além do taxista fora de serviço e da sua família, que se dirigiam a um restaurante, o acidente envolveu também duas outras pessoas que caminhavam na via pública e uma carrinha, apuraram os relatórios.

Conhecida pela autonomia dos seus carros, que prometem aceleração e travagem automática, o designado "Autopilot", a empresa foi acusada de publicidade enganosa, uma vez que a tecnologia não permite conduzir o carro automaticamente, obrigando quem conduz a manter a atenção e o controlo no carro durante toda a condução.

No inicio deste ano, as autoridades americanas abriram uma investigação sobre o sistema de condução da marca, depois de onze acidentes desde 2018 com veículos de emergência.

PUB

Outros Conteúdos GMG