Reino Unido

Telespetadora salva apresentador de cancro com diagnóstico pela TV

Telespetadora salva apresentador de cancro com diagnóstico pela TV

Uma telespetadora do programa britânico "Serial Killer", de Piers Morgan, alertou o apresentador para uma mancha suspeita no peito.

O apresentador de "Good Morning Britain", de 52 anos, revelou que recebeu um e-mail de uma telespetadora, Gillian Nuttall, fundadora da instituição de solidariedade "Melanoma UK", preocupada com uma mancha na zona do peito do jornalista.

"Piers, correndo o risco de parecer lunática, estava a ver o seu programa e reparei que tinha uma mancha no seu peito. Já a foi verificar?", escreveu.

Em resposta, Piers adiantou que foi a um dermatologista que, "imediatamente cortou a mancha", e confirmou que poderia se tornar em cancro. "Deem àquela mulher um prémio! Obrigada, Gillian. Oh a ironia de um "serial killer" inadvertidamente ter ajudado a salvar a minha vida. Feliz Natal!", agradeceu.

Gillian escreveu nas redes sociais: "Ele estava a entrevistar um assassino em série e eu estava a ver - ele tinha uma camisa aberta que me chamou à atenção". "Parei e olhei de perto e aquilo realmente preocupou-me, então, fui à procura do seu e-mail", confessou. "Eu estava certa. Eu não tenho um fetiche pelo Piers Morgan", brincou.

Segundo o "The Sun", o apresentador britânico já teve, em setembro, um "enorme nódulo" removido das suas costas, mas, depois de um dia, já se encontrava a trabalhar.