Envenenamento

Televisão russa revela telefonema entre Yulia Skripal e prima

Televisão russa revela telefonema entre Yulia Skripal e prima

A televisão pública russa difundiu, esta quinta-feira, um registo áudio apresentado como uma conversa telefónica entre Yulia Skripal, hospitalizada em Inglaterra após ter sido envenenada, juntamente com o pai, o ex-expião russo Serguei, no início de março, e uma prima.

Os apresentadores do programa afirmam ter obtido este registo através da prima de Yulia, Viktoria Skripal, mas reconheceram não poderem comprovar a sua autenticidade.

Na conversa em russo, difundida na edição do programa "60 minutos" da cadeia televisiva Rossiya 1, a mulher apresentada como Yuila Skripal exprime-se de forma muito desenvolta, afirmando que ela e o pai estão em fase de recuperação e que poderão deixar o hospital em breve.

"Está tudo bem, tudo pode ser resolvido, estamos todos vivos e em recuperação", declara a suposta voz de Yuila, acrescentando que o pai "está a preparar-se para descansar, para dormir". "A saúde de todos é normal, nada é irreversível. Tudo vai correr bem", prossegue.

O hospital onde os Skripal estão internados indicou que o estado de Yulia "melhora rapidamente" e que "já não se encontra em estado crítico", e que Sergei permanece "estável".

O envenenamento do ex-espião duplo russo Serguei Skripal e da filha, a quatro de março, em solo britânico, provocou uma das piores crises nas relações entre a Rússia e o ocidente desde a Guerra Fria e conduziu a uma vaga histórica de expulsões recíprocas de diplomatas.

Londres acusa Moscovo de envolvimento neste envenenamento através da utilização de um agente neurotóxico, enquanto a Rússia desmente as acusações e denuncia uma "provocação" e uma "campanha anti-russa".