Tecnologia

Tem um Android antigo? Há mil milhões em risco de ser atacados

Tem um Android antigo? Há mil milhões em risco de ser atacados

Mais de mil milhões de dispositivos Android correm o risco de ser atacados por hackers, por não estarem devidamente protegidos por atualizações de segurança.

Esta vulnerabilidade verifica-se sobretudo em telemóveis do sistema operativo Android lançado em 2012 ou mais cedo e pode deixar utilizadores em todo o mundo expostos ao perigo de roubo de dados e a outros ataques de "malware" (programa malicioso).

De acordo com o boletim de segurança do Android, não houve "patches" de segurança (programas criados para atualizar ou corrigir um software de forma a melhorar a sua performance) emitidos para o sistema Android para versões abaixo de 7.0, explica a BBC. E dados da Google sugerem que quase metade dos utilizadores de dispositivos Android estejam na versão 6.0 do sistema operacional ou até abaixo. Posto isto, só dois em cada cinco utilizadores não recebem atualizações de segurança.

Como saber se o seu dispositivo corre risco?

Se o seu dispositivo Android tiver mais de dois anos, verifique se pode ser atualizado para uma versão mais recente do sistema operacional. Se tiver uma versão anterior ao Android 7.0 Nougat, tenta atualizar através de Configurações> Sistema> Atualização avançada do sistema.

Se não for possível fazer a atualização, o telemóvel pode estar em risco de ser invadido por hackers, especialmente se tiver uma versão do Android 4 ou inferior. Se esse for o caso, os utilizadores devem ter cuidado quando fazem o download de aplicações fora da loja Google Play.

O que pode fazer para se proteger?

Além dos procedimentos acima mencionados, deve também estar atento a SMS ou MMS suspeitas, fazer um backup de dados em pelo menos dois locais (um no disco rígido e outro na "cloud") e ainda, se o seu dispositivo assim o permitir, instalar um antivírus através de uma aplicação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG