Colômbia

Tentativa de fuga de prisão faz pelo menos 49 mortos

Tentativa de fuga de prisão faz pelo menos 49 mortos

Pelo menos 49 presidiários morreram e cerca de 40 ficaram feridos na madrugada desta terça-feira após tentarem fugir de uma prisão de Tuluá, uma cidade localizada no sudoeste da Colômbia.

De acordo com o Instituto Nacional Penitenciário e Carcerário (INPEC), o motim aconteceu depois de um incêndio ter deflagrado na prisão, resultando em 49 mortos e mais de 40 feridos, que foram posteriormente socorridos pelos bombeiros voluntários de Tuluá. A rádio local caracol dá ainda conta de que a tragédia se deu no seguimento de uma tentativa de fuga do estabelecimento prisional que alberga mais de 1200 reclusos.

Segundo o jornal "El Tiempo", os detidos incendiaram colchões, de modo a que os guardas prisionais não conseguissem controlar o motim, o que levou ao desfecho trágico, que também causou vítimas entre as autoridades de segurança.

"É um evento trágico e desastroso", referiu o general Tito Castellanos, diretor do sistema penitenciário da Colômbia.

Já Iván Duque, presidente da Colômbia, lamentou o sucedido nas redes sociais: "Lamento os acontecimentos que ocorreram na prisão de Tuluá. Dei instruções para realizar investigações para esclarecer essa terrível situação", assegurou o líder.

Apesar da tentativa de fuga, não há, para já, registo de fuga de prisioneiros, mas o número de vítimas pode aumentar.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG