Crime

Terceira morte violenta de adolescentes nos arredores de Paris numa semana

Terceira morte violenta de adolescentes nos arredores de Paris numa semana

Um jovem de 15 anos morreu, nesta sexta-feira, após ser baleado em Bondy, a nordeste de Paris, por um suspeito que se deslocava, com outra pessoa, numa mota. No início da semana, dois jovens de 14 anos morreram esfaqueados, em incidentes separados, em Essone, um outro departamento em redor da capital francesa.

O adolescente foi baleado por volta das 17 horas locais (16 horas de Portugal continental) quando se encontrava em casa, num bairro de Bondy, no departamento de Sena-Saint Denis, um dos mais pobres da França. A procuradoria francesa informou que não dispõe "de nenhum elemento sobre o contexto" e que não há "nenhuma pessoa detida". Esta semana, a polícia reforçou a presença num outro departamento da região parisiense, em Essonne, após a morte de dois adolescentes de 14 anos em disputas entre gangues rivais.

Escalar de violência

Estes três casos estão a preocupar as autoridades, que registam um aumento da violência juvenil na região. As duas mortes ocorridas, no início da semana, por esfaqueamento tiveram lugar em menos de 24 horas no departamento de Essonne, a sul de Paris.

No primeiro incidente de segunda-feira, uma rapariga de 14 anos de idade morreu com várias facadas no estômago durante uma luta entre uma dúzia de jovens à porta de uma escola na cidade de Saint-Cheron, 50 quilómetros a sul de Paris. Seis menores de 13 a 16 anos de idade foram detidos por suspeita de participação no crime. Um dos suspeitos, que era conhecido da polícia, admitiu desferir o golpe fatal com um canivete, de acordo com a procuradora do Ministério Público da zona, Caroline Nisand.

O segundo esfaqueamento teve lugar, na terça-feira, na cidade de Boussy-Saint-Antoine, 45 quilómetros a leste de Paris. Neste caso, morreu um rapaz de 14 anos, também "muito provavelmente depois de ter sido esfaqueado no estômago", disseram as autoridades locais à AFP. Um rapaz de 13 anos foi também gravemente ferido depois de ter sido esfaqueado na garganta, durante um confronto entre cerca de 30 jovens de gangues em Boussy-Saint-Antoine.

Estas mortes surgem depois de um protesto, no mês passado, por causa de um vídeo de um jovem de 15 anos no sul de Paris a ser espancado por um gangue que o deixou em coma. O representante do estado no departamento de Essonne, Eric Jalon, disse à rádio France Info, na quarta-feira, que as rixas entre bandos de jovens na área "tinham aumentado em número, intensidade e gravidade".

PUB

O Ministro do Interior Gerald Darmanin, que visitou a Essonne na terça-feira, disse que a área da grande Paris foi particularmente afetada por lutas entre gangues de adolescentes e culpou as "redes sociais", onde os jovens colocam vídeos de rivais a serem espancados a fim de humilharem os seus adversários. No entanto, a nível nacional, observou que o nível de violência dos bandos de jovens tinha diminuído desde 2016, quando nove jovens foram mortos em lutas.

Fontes policiais afirmaram que o número de gangues na área parisiense também não sofreu grandes alterações nos últimos cinco anos, com 46 gangues descritos como ativos em Paris e nos subúrbios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG