EUA

Testemunhos arrasam médico de Michael Jackson

Testemunhos arrasam médico de Michael Jackson

O médico acusado do homicídio involuntário de Michael Jackson terá pedido para esconder vários frascos de medicamentos antes da chegada dos médicos chamados pela linha de emergência aquando da morte do músico.

Segundo uma das testemunhas ouvidas esta quinta-feira, na terceira audiência do julgamento de Conrad Murray, o clínico pediu para ocultar as alegadas provas antes de pedir para ligar para a linha de emergência.

Na audiência, os advogados de Defesa procuraram contrariar este e outros testemunhos que indicaram que Murray estava mais preocupado em esconder provas, do que em salvar a vida de Michael Jackson. Uma das testemunhas chegou a declarar que o médico cardiologista não sabia usar usar o disfribrilhador para reanimar o músico.