Brexit

Theresa May acusa UE de se "unir" contra o Reino Unido

Theresa May acusa UE de se "unir" contra o Reino Unido

A primeira-ministra britânica Theresa May acusou, esta quinta-feira, a União Europeia de estar a unir-se contra o Reino Unido nas negociações do Brexit, após os apelos ao realismo sugeridos pela chanceler alemã Angela Merkel.

"Os outros 27 países europeus estão em vias de se unirem contra nós", disse May num discurso em Leeds (norte de Inglaterra), em plena campanha eleitoral para as legislativas antecipadas que convocou para 8 de junho.

Merkel "disse que o Reino Unido está a criar ilusões sobre o processo e que os 27 Estados-membros da União Europeia estão de acordo", assinalou Theresa May, sublinhando que "as negociações vão ser difíceis".

A primeira-ministra britânica procura reforçar a sua maioria conservadora no parlamento, onde atualmente possui mais 17 deputados que o conjunto das oposições, e assegurar que estará numa posição mais forte para negociar com Bruxelas e os restantes 27 Estados-membros da União Europeia (UE).

Hoje, os ministros dos Negócios Estrangeiros do 27 promoveram uma reunião preparatória no Luxemburgo com o objetivo de promover uma frente unida face a Londres, que poderá tentar explorar os interesses por vezes divergentes entre países europeus.

Segundo um projeto de texto para a cimeira europeia, consultado pela agência noticiosa France-Presse, a UE pretende concentrar-se na defesa dos direitos dos cidadãos [da UE que residam no Reino Unido e dos britânicos estabelecidos no espaço da União], sobre os compromissos financeiros assumidos por Londres junto da União ou sobre o futuro da sua relação comum.