China

Theresa May defende abertura do Reino Unido ao exterior apesar do Brexit

Theresa May defende abertura do Reino Unido ao exterior apesar do Brexit

A primeira-ministra britânica Theresa May disse na China que, apesar do Brexit, o Reino Unido vai converter-se num "país global" e "cada vez mais aberto ao exterior".

Theresa May, que termina esta sexta-feira a visita de três dias à República Popular da China, participou numa reunião de empresários em Xangai em que esteve presente uma delegação britânica.

A chefe de Estado disse que "juntos" os dois países "têm potencial para fazer muito mais".

Por outro lado, May afirmou que o Reino Unido "está a aproveitar" a oportunidade para se converter num "país global", cada vez mais voltado para o exterior aprofundando as relações comerciais com as nações de todo o mundo, incluindo a República Popular da China.

Após o esfriar das relações entre os dois países, May quis mostrar mais abertura em relação à China.

"O investimento chinês está a ajudar o Reino Unido a desenvolver infraestruturas e a criar empregos. Cerca de 50 mil empresas britânicas importam produtos da China, enquanto que mais de 100 mil vendem produtos a clientes chineses", sublinhou.

Durante a visita foram assinados acordos empresariais que representam mais de 10 mil milhões de euros.

Na quinta-feira, May reuniu-se com o chefe de Estado Xi Jinping, em Pequim, referindo-se à "era dourada" nas relações bilaterais.