Europeias

Theresa May lamenta resultados "muito dececionantes"

Theresa May lamenta resultados "muito dececionantes"

A primeira-ministra britânica, Theresa May, lamentou os resultados "muito dececionantes" para o partido Conservador, relegado para o quinto lugar nas eleições europeias, muito longe do Partido do Brexit do eurocético Nigel Farage (31,6%).

"Foi uma noite muito dececionante para os conservadores. Excelentes eurodeputados perderam os seus lugares, excelentes candidatos foram vencidos (...) Isto mostra a importância de se encontrar um acordo para o Brexit", declarou Theresa May na rede social Twitter.

"Espero sinceramente que estes resultados estejam no centro dos debates no parlamento", adiantou.

O Partido Brexit (PB) foi o vencedor claro das eleições europeias no Reino Unido, ao eleger 28 dos 73 eurodeputados britânicos, em grande parte à custa do partido Conservador, indicam os resultados anunciados.

O partido, cuja única proposta é concretizar a saída do país da União Europeia (UE) mesmo sem acordo, foi formado há menos de dois meses e tem à frente o eurocético Nigel Farage, antigo líder do UKIP.

O PB recolheu 31,6% dos votos, tendo conseguido capturar a insatisfação de muitos eleitores com o impasse do processo do Brexit e com a incapacidade do governo da conservadora May de implementar o resultado do referendo de 2016, quando 52% votaram para sair da UE.

Fortemente castigado, o partido Conservador reelegeu apenas três dos 19 eurodeputados que tinha até agora, reunindo perto de 9% dos votos, uma queda de 15 pontos percentuais relativamente a 2014.

Outra vítima do descontentamento dos eleitores com os principais partidos políticos foi o Trabalhista, cuja posição ambígua de recusar apoiar o plano do governo para o Brexit sem exigir claramente um novo referendo levou muitos apoiantes a votarem noutros partidos.

Os principais beneficiados, com as descidas dos Conservadores e dos Trabalhistas, foram os partidos claramente pró-europeus e anti-Brexit, como o Liberal Democrata, que disparou para o segundo lugar ao eleger 15 eurodeputados (um em 2014), e os Verdes, que passam a ter sete eurodeputados (três em 2014).

A soma da percentagem dos votos pró-Brexit, do PB e do UKIP, é equivalente aos 35% que Liberais Democratas, Verdes e Change UK acumularam.

Os resultados completos das eleições europeias no Reino Unido só serão conhecidos esta segunda-feira, quando forem contados os boletins na Irlanda do Norte, que usa um sistema de eleição por voto transferível, e na Escócia, onde ainda faltam parte dos votos das ilhas mais remotas.

Outras Notícias