EUA

Um bombeiro morto e outro gravemente ferido a tiro por colega em Los Angeles

Um bombeiro morto e outro gravemente ferido a tiro por colega em Los Angeles

Um bombeiro morreu terça-feira no condado de Los Angeles, nos EUA, e outro ficou gravemente ferido após disparos de um colega que se encontrava fora de serviço e foi, mais tarde, encontrado morto na sua residência.

As autoridades da Califórnia disseram que o profissional, fora de serviço, disparou sobre os seus colegas antes de se barricar na sua residência, onde acabaria por ser encontrado sem vida.

O chefe dos bombeiros, Daryl Osby, disse em conferência de imprensa que a vítima mortal tinha 44 aos, enquanto o ferido grave, de 54 anos, encontra-se hospitalizado em estado crítico, mas estável.

Segundo Osby, o atirador barricou-se em casa, a menos de 16 quilómetros do Quartel 81, numa habitação que foi incendiada e onde acabou por ser encontrado já sem vida.

O xerife do condado de Los Angeles, Alex Villanueva, disse que o atirador aparentava ter um tiro autoinfligido na cabeça, acrescentando que nenhum polícia disparou sobre o atirador.

O ataque aconteceu pouco antes das 11 horas locais, no Quartel 81, cerca de 72 quilómetros a norte de Los Angeles, segundo um comunicado do xerife do condado.

Tanto a polícia como os bombeiros não adiantaram detalhes, mas a morte foi confirmada pela supervisora do condado, Hilda Solis, que desejou condolências "à família do bombeiro que morreu tragicamente no tiroteio de hoje [terça-feira]" através de uma publicação no Twitter.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG