Ataque

Antigo aluno armado faz 17 mortos e 24 feridos numa escola na Rússia

Antigo aluno armado faz 17 mortos e 24 feridos numa escola na Rússia

Sete alunos, dois professores e dois seguranças estão entre os 17 mortos de um tiroteio numa escola de Izhevsk, no centro da Rússia. Atirador era um antigo aluno e suicidou-se. Foram declarados três dias de luto na região.

Segundo o mais recente balanço do governo da região de Udmúrtia, onde aconteceu o trágico incidente, 17 pessoas, incluindo 11 crianças, foram mortas, tendo o Comité de Investigação da Rússia, acrescentado que outras 24 pessoas, incluindo 22 crianças, ficaram feridas.

O tiroteio ocorreu na escola número 88 de Izhevsk, que tem perto de mil alunos e 80 professores.

PUB

O atirador tinha duas armas e a motivação deste ataque ainda é desconhecida. Tinha "uma camisola preta com símbolos nazis e uma balaclava [gorro que tapa cabeça e cara, exceto os olhos]". Foi identificado como Artem Kazantsev e era um antigo aluno da escola.

"A polícia encontrou o corpo do homem que abriu fogo. Segundo as nossas informações, ele cometeu suicídio", acrescentou a mesma fonte.

Para o local foram mobilizadas diversas ambulâncias e forças de segurança.

Imagens divulgadas após o ataque mostram diversos familiares no exterior da escola ansiosos por saberem informações, elementos das forças de segurança e socorro e alunos e professores a saírem do estabelecimento.

"A operação de evacuação terminou e o perímetro está isolado", disse o governador da região, Alexander Brechalov, num vídeo divulgado no Telegram. Acrescentou ainda que foram declarados três dias de luto [até dia 29].

Izhevsk tem cerca de 630 mil habitantes, é capital da república de Udmurt e situa-se a mil quilómetros de Moscovo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG