Mundo

Tiroteios mais mortíferos nos EUA nos últimos 25 anos

Tiroteios mais mortíferos nos EUA nos últimos 25 anos

O Presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou esta terça-feira um conjunto de medidas executivas para controlar a venda de armas ao público.

Visivelmente emocionado, o chefe de Estado norte-americano qualificou as novas medidas como urgentes para evitar as cerca de 30 mil mortes anuais provocadas por incidentes com armas de fogo.

Lista dos tiroteios mais mortíferos nos Estados Unidos nos últimos 25 anos:

- 16 de outubro de 1991: Um homem mata 22 pessoas num restaurante em Killeen (Estado do Texas) e fere outras 20 antes de se suicidar.

- 20 de abril de 1999: Em Littleton (Colorado), dois estudantes abrem fogo no liceu de Columbine e matam 12 estudantes e um professor. Os dois atiradores suicidam-se.

- 29 de julho de 1999: Depois de matar a mulher e os seus dois filhos, um especulador de bolsa abre fogo em duas sociedades financeiras de corretagem em Atlanta (Geórgia) e mata nove pessoas. O atirador suicida-se.

- 21 de março de 2005: Em Red Lake (Minnesota), um adolescente de 16 anos mata na sua escola nove pessoas, incluindo cinco estudantes, antes de cometer suicídio.

- 16 de abril de 2007: Um estudante de 23 anos de origem coreana mata 32 pessoas num 'campus' universitário no Estado da Virginia. Depois do ataque, o jovem suicida-se.

- 24 de dezembro de 2008: Um homem vestido de pai natal mata nove pessoas que estavam numa festa em Covina, nos arredores de Los Angeles (Califórnia). O atacante suicida-se.

- 03 de abril de 2009: Um homem de origens vietnamitas mata 13 pessoas num centro de acolhimento para imigrantes em Binghamton (Estado de Nova Iorque).

- 05 de novembro de 2009: Um psiquiatra militar de origem palestiniana comete o mais grave tiroteio registado numa base militar norte-americana, matando 13 pessoas e ferindo outras 42 em Fort Hood (Texas). O atacante fica ferido, ao ser controlado pelas autoridades.

- 02 de abril de 2012: Um cidadão coreano mata sete pessoas e fere outras três na universidade religiosa de Oikos, na Califórnia. O atacante alinhou as vítimas contra um muro, antes de abrir fogo.

- 20 de julho de 2012: Doze pessoas morrem e outras 70 ficam feridas durante um tiroteio num cinema na ante-estreia de um filme da saga "Batman", em Aurora (Colorado).

- 14 de dezembro de 2012: Um homem de 20 anos mata 26 pessoas, incluindo 20 crianças, na escola de Sandy Hook em Newtown (Connecticut).

- 26 de julho de 2013: Um homem de origem cubana faz reféns e mata seis pessoas num bairro hispânico em Miami (Florida). O atacante, ferido pelas forças de segurança, não resiste aos ferimentos e morre.

- 16 de setembro de 2013: Um homem, que trabalhava para uma empresa subcontratada pelo Ministério da Defesa, abre fogo nos escritórios da Marinha norte-americana, em Washington, e mata 12 pessoas. É abatido pela polícia.

- 17 de junho de 2015: Um jovem defensor da supremacia da raça branca mata nove afro-americanos numa igreja emblemática da comunidade de Charleston, na Carolina do Sul.

- 01 de outubro de 2015: Um estudante fascinado por armas mata nove pessoas e fere várias outras no campus universitário de Umpqua, numa zona rural de Oregon. O atirador suicida-se.

- 27 de novembro de 2015: Três pessoas morrem e nove ficam feridas quando um homem armado abre fogo numa clínica de planeamento familiar no Colorado.

- 02 de dezembro de 2015: Um homem e uma mulher abrem fogo num centro de assistência a portadores de deficiência em San Bernardino, provocando 14 mortos e 21 feridos. O casal suspeito é morto durante uma troca de tiros com a polícia.