Mundo

Todos os corpos das vítimas de acidente aéreo retirados do parque nacional da Namíbia

Todos os corpos das vítimas de acidente aéreo retirados do parque nacional da Namíbia

As vítimas do acidente com o avião moçambicano na Namíbia foram retiradas do Parque Nacional de Bawbwata, mas as caixas negras do aparelho ainda não terão sido recuperadas, disse à Lusa um responsável das áreas protegidas namibianas, Colgar Sikopo.

Apesar de não ter estado no local onde os destroços do avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) despenhado na sexta-feira foram encontrados, Colgar Sikopo afirmou este domingo à Lusa que "todos os corpos foram removidos e levados para Rundu, capital da região de Kavango, a 300 quilómetros do local do acidente".

Diretor dos serviços regionais e de gestão de parques nacionais, Colgar Sikopo recebeu a indicação de que as caixas negras do aparelho ainda não tinham sido encontradas às primeiras horas deste domingo, mas remeteu mais informações para a autoridade civil da Namíbia.

Um aparelho das LAM, que fazia o voo Maputo-Luanda, caiu no parque nacional de Bawbwata, no norte da Namíbia, vitimando todos os ocupantes: seis tripulantes e 27 passageiros, entre os quais seis portugueses.

O Parque Nacional de Bwabwata, criado em 2007, ocupa mais de 6.200 quilómetros quadrados, ao longo de 180 quilómetros das margens do rio Okavango, numa zona habitada por 5.500 pessoas e milhares de espécies de animais.

Segundo descreveu à Lusa Cletius Maketo, vice-diretor para a região nordeste do Ministério do Ambiente e Turismo da Namíbia, o avião despenhou-se numa zona de floresta com solo pesado e arenoso, que obriga à utilização de veículos todo-o-terreno.

Contactado hoje pela Lusa, o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, disse que as autoridades de Lisboa estão em contacto com as famílias das vítimas portuguesas e a prestar, aos que se deslocaram a África, a assistência possível e solicitada sob a coordenação da Direção Geral dos Assuntos Consulares.

PUB

"A equipa ao serviço do apoio às famílias é a que for necessária e nos vários postos consulares da região envolvida", assinalou José Cesário.

O secretário de Estado acrescentou ainda não ter uma data precisa para a transladação dos corpos para Portugal, mas acredita que essa ação seja possível ao longo da semana.

O avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), que partiu na sexta-feira de Maputo, foi encontrado no sábado carbonizado no Parque Nacional de Nwabwata, no norte da Namíbia, não existindo sobreviventes.

Outras Notícias