México

Todos os polícias de Acapulco foram desarmados e estão sob investigação

Todos os polícias de Acapulco foram desarmados e estão sob investigação

Todos os agentes da polícia de Acapulco, cidade resort paradisíaca no México, foram desarmados e colocados sob investigação, depois de dois comandantes terem sido acusados de homicídio e se suspeitar que "grupos criminosos infiltraram" aquela força policial.

Com os agentes sem armas, rádios e coletes à prova de bala, será a polícia do estado de Guerrero e soldados a manter a segurança na cidade, que tem uma taxa de homicídios de 103 por cada 100 mil habitantes, uma das mais altas do mundo. Agora, procede-se a uma investigação individual de cada um dos agentes, para averiguar possíveis ligações a gangues.

Segundo o Governo estadual a polícia local tem tido um comportamento apático ao lidar com a onda de crime que atinge aquela cidade de 800 mil habitantes. Em várias partes do México, as forças locais foram desmanteladas por terem sido tomadas pelos cartéis de droga e pela corrupção, mas esta é a maior cidade, até ao momento, a ficar sem uma força local de polícia.