O Jogo ao Vivo

Covid-19

Torre Eiffel reabriu e passe sanitário passa a ser obrigatório a partir de 21 de julho

Torre Eiffel reabriu e passe sanitário passa a ser obrigatório a partir de 21 de julho

A Torre Eiffel, o mais importante símbolo de Paris e de França, reabriu as portas esta sexta-feira após mais de 250 dias de encerramento devido à covid-19 e também a obras de recuperação, e oferece agora novos espaços.

Trata-se de um dos últimos monumentos a reabrir em Paris e ainda com limitações devido à pandemia de covid-19.

Haverá uma limitação de cerca de 17 mil visitantes diários e, a partir de dia 21 de julho, os visitantes estão obrigados a apresentar uma vacinação completa ou um teste PCR e antigénico com menos de 48 horas.

Desde a reabertura das bilheteiras 'online', a 1 de junho, mais de 70 mil pessoas compraram um bilhete para voltar a este monumento emblemático - franceses, muitos europeus e alguns americanos, cerca de 15%, segundo a empresa que gere a Torre Eiffel.

Com um défice de 50 milhões de euros em 2020 e um longo encerramento entre março e junho, estima-se que o défice este ano seja de 70 milhões de euros.

Para a compensar a falta de fundos, a cidade de Paris, acionista da Torre Eiffel, injetou 60 milhões de euros de forma a financiar o monumento centenário.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.070.508 mortos em todo o mundo, entre mais de 188,8 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

PUB

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.194 pessoas e foram registados 922.747 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG