Mundo

Trabalhadores da TV pública catalã bloqueiam direção em sala

Trabalhadores da TV pública catalã bloqueiam direção em sala

Cerca de 200 trabalhadores da TV pública da Catalunha retiveram, esta-terça feira, durante doze horas, a direção da estação dentro de uma sala, em protesto contra uma descida de salários.

Perto das 19.30 horas, os trabalhadores já tinham deixado sair uma dezena de pessoas que estavam reunidas na sala onde estavam os principais alvos da contestação, o presidente Brauli Duart e outros elementos de topo da admnistração da empresa.

Doze horas depois do início do protesto, Brauli Duart e restante equipa acabaram por conseguir sair da sala, com o apoio de dois seguranças.

O prazo do contrato coletivo de trabalho que regula as relações laborais da TV-3 terminou esta sexta-feira e a liderança da empresa anunciou cortes salariais na ordem dos 13%, diz o "El Pais".

A ação de protesto visou pressionar a administração a prolongar o anterior contrato coletivo. Os trabalhadores dizem que, desde 2010, já perderam 35% do seu poder de compra, pelo que não aceitam uma baixa nos vencimentos daquela dimensão.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG