França

Três familiares do presumível assassino de Toulouse vão permanecer em prisão preventiva

Três familiares do presumível assassino de Toulouse vão permanecer em prisão preventiva

Os três familiares de Mohamed Merah, que alegadamente matou sete pessoas no sudoeste da França e se autoproclamou da al-Qaeda, vão continuar em prisão preventiva, anunciou uma fonte judicial.

A mãe do suspeito, o irmão e a namorada deste estão detidos pela polícia há 48 horas e a prisão preventiva poderá durar ainda mais 48 horas, segundo o processo antiterrorista francês, que prevê um detenção provisória até um máximo de quatro dias.

Segundo fontes próximas da investigação citadas pela France Presse, o irmão mais velho de Mohamed Merah afirmou que não está ao corrente dos projetos criminosos do irmão, mas várias testemunhas apresentam-no como estando aparentemente mais envolvido no combate islamita.

PUB

A prisão preventiva dos três familiares de Merah começou na quarta-feira entre as 4 e as 6 horas (entre 3 e 5 horas em Lisboa) e pode prolongar-se até à madrugada de domingo.

Os investigadores, que revistaram na quarta-feira durante várias horas o domicílio do irmão de Mohamed Merah, encontraram "explosivos" na viatura deste, segundo uma fonte policial.

Segundo uma fonte próxima da investigação, Abdelkader Merah é um simpatizante do islão radical.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG