Índia

Tribunal condena 21 pessoas a prisão perpétua pela morte de 11 muçulmanos

Tribunal condena 21 pessoas a prisão perpétua pela morte de 11 muçulmanos

Um tribunal indiano condenou, esta segunda-feira, 21 pessoas a prisão perpétua pela morte de 11 muçulmanos num dos piores confrontos religiosos registados no país, há uma década, no Estado de Gujarat.

Outros 61 arguidos no mesmo processo foram absolvidos por falta de provas no caso, em que desordeiros atacaram uma família muçulmana na cidade Visnagar (Gujarat), os fecharam em casa e depois lançaram fogo à habitação.

Dos 11 mortos da matança de Dipda Darwaza, como ficou conhecida, dois eram crianças. Visnagar fica a 70 quilómetros a norte de Ahmedabad, a principal cidade do Estado de Gujarat.

A onda de violência foi provocada pela morte de cerca de 60 peregrinos hindus que viajavam num comboio atacado por um grupo de muçulmanos.